Brechós e moda de 2ª mão durante e pós-pandemia

O consumo de brechós e de aluguel de roupas crescia rapidamente antes da crise do COVID-19, mas, com a nossa sociedade se acostumando com o isolamento e mais obcecada com a limpeza, continuaremos dispostos a consumir itens de segunda mão?

Bem Phyna

A crise de coronavírus levantou uma série de questionamentos sanitários para a indústria da moda, por exemplo, como experimentar roupas durante e pós pandemia? (tendo em vista que existem previsões de algumas outras situações similares para o século atual). Como será a experiência física de lojas com o mínimo de contato físico possível? Dentre vários outros questionamentos.

Pesquisas científicas estimam que o vírus consegue ficar ativo por, no máximo, 72 horas fora do corpo humano; sabemos também que uma boa lavagem é capaz de desinfectar roupas (assim como fazemos quando saímos de casa).

No entanto, os movimentos do mercado nem sempre são condicionados por fatos, mas pelos sentimentos das pessoas e impressões do público.

O mercado de moda de 2ª mão pode ser impactado permanentemente pela crise do COVID-19?

Garimpo 101

A resposta mais rápida e óbvia, é sim. Isso porque todos os mercados serão impactados permanentemente pela crise do Coronavírus, só não sabemos muito bem como, ainda.

Mas para entendermos um pouco melhor disso, conversamos com alguns brechós e negócios de moda de 2ª mão para compreendermos suas realidades e expectativas para o futuro.

Santo de Casa: Como tem sido a venda de vocês durante esse período, comparativamente com o que rolava antes?

Garimpo 101: As vendas mudaram, tudo mudou na verdade, antes a gente vendia em nosso espaço físico tendo contato maior com os clientes, com a pandemia começamos a divulgar mais on-line e assim têm sido.

Brechó da Poppi: Pra minha surpresa, as vendas continuaram acontecendo numa escala normal. Não sei se porquê o brechó já acontece nos moldes do online já fazem 3 anos e não tive que fazer grandes mudanças na comunicação ou logística.  Acho que pelo fato de as pessoas estarem em casa e na internet por muito tempo, faz com que acabem economizando em outras coisas e se sintam seguras de fazer compras online.

2000 & Vintage: As vendas caíram, como a gente teve que fechar a loja que tinha um fluxo bom, as vendas caíram. Mas começamos a vender mais por instagram. Também alugueis e empréstimos para produções de moda eram grande parte da nossa renda, e não podendo fazer isso, o lucro caiu também.

Bem Phyna: A Bem Phyna sempre operou por duas vias, sendo vendas na Maison e no e-commerce. No primeiro mês as vendas não foram boas, pois provavelmente o público estava receoso sem saber o que vinha pela frente.Já nos meses de abril e maio tivemos um aumento nas vendas, muito puxado pelas nossas ações de sale e medidas de engajamento junto ao nosso público, via instagram e mailing.  

SDC: Como vocês acham que esse momento pode impactar no consumo de brechós, aluguel de roupas e moda de 2ª mão?

Garimpo 101: Os brechós de um tempo pra cá vem crescendo cada vez mais, acreditamos que pós-pandemia o mercado continue instável, nossa geração está mais consciente na hora de fazer suas compras, acho que isso em nada interfere, pois todas as peças passam por uma curadoria, por um processo até entrarem em nosso espaço, então xô corona!!!

Brechó da Poppi: Acho que esse momento em que nós “paramos” em casa, conseguimos ter alguma percepção de como consumimos, o que consumimos, porquê consumimos, talvez tenhamos saído do modo automático do corre corre diário. Além disso, foi um grande momento de comoção em relação aos pequenos empreendedores e negócios locais, acho que muito conteúdo foi divulgado em um momento em que muita gente estava bem conectada nas redes. Então, acredito que pelas discussões todas, tanto em relação ao consumo consciente,  quanto ao fato de que epidemias e pandemias estão completamente ligadas à desequilíbrios ambientes, consumo de carne, globalização, capitalismo levado às últimas consequências,  o brechó vem como uma solução inteligente em relação ao consumo de moda nisso tudo. Acho que estou mais positiva doque negativa quanto ao consumo de peças de segunda mão.

2000 & Vintage: Eu acho que essa noia (de ter medo de consumir moda de 2ª mão em um mundo pós-pandêmico) é muito fácil de ser apagada. Porque é só garimpar a roupa e higienizá-la, coisa que a maioria dos brechós já fazem. Pra nós, já pós-pandemia, nos vamos acabar com o aluguel e vamos ficar só no online.

Meu problema maior é com o aluguel de roupas, não pra quem aluga que já vai pegar a roupa higienizada, mas pra gente que trabalha ficar recebendo, tendo contato e lavando é mais complicado, porque o nosso fluxo de lavagem era muito alto então é uma exposição ao risco muito alta.

Bem Phyna: Temos a impressão de que aceleramos um processo que já aconteceria naturalmente. E isso vale para trabalhar remotamente, assim como para compras online. As pessoas entenderam que é possível ter acesso sem sair de casa. Até o momento, não tivemos nenhum impeditivo quanto a peças 2nd hand X questões sanitárias. Pelo contrário, vemos que durante a pandemia, um outro nível de conscientização foi criado, a partir do momento em que estamos reaprendendo sobre valores e, especialmente, sobre questões de sustentabilidade. Mais do que nunca, ao nosso ver, faz sentido investir em peças que já existem no mercado, ao invés de seguir consumindo da mesma cadeia produtiva convencional. 

SDC: Quais as medidas de segurança e higiene que vocês tem tomado/tomam durante esse período e normalmente para a compra e envio dos produtos?

Garimpo 101: Além de todas peças serem higienizadas, com a pandemia estamos tendo o maior cuidado Possível, as entregas estão sendo por mototaxi com seus devidos cuidados, máscara de proteção, álcool em gel e peças embaladas, evitando o contato e chegando com segurança, tbm estamos com retiradas pós pandemia para maior segurança e assim continuar apoiando nosso trabalho.

Brechó da Poppi: ! A higienização segue como sempre, roupas lavadas com sabão de coco, muito sol, óleo de melaleuca pra desinfetar, embrulho em papel de seda pra conservar limpinho, cheirinho feito em casa pra sair na caixinha …  Os envios são feitos por um conhecido, o Edinho, trabalhava como Uber e na quarentena ficou com quase nada de clientes. Combinei um valor acima do que ele pedia pra buscar as embalagens e enviar até os Correios mais próximo,  pois num momento delicado, as pessoas tem que ser melhor remuneradas pelo risco em que estão sendo expostas. Ele usa máscara, toma todos os cuidados necessários pra garantir a saúde dele é estabelecemos essa parceria até as coisas fluírem pra gente novamente. 

2000 & Vintage: A gente sempre tomou medidas de higiene, higienizar todas as roupas inclusive as que vão de empréstimo pra produção. De segurança foi realmente acabar com o aluguel e vender agora só no online.

Apesar da noia que pode ficar na nossa cabeça, os cuidados que temos que tomar com roupa de 2ª mão são os mesmos para looks nunca usados antes. E, se queremos caminhar para um mundo mais sustentável pós-pandemia, não deixe que esses estigmas de privem de continuar consumindo de brechós.

Bem Phyna: Adotamos um sistema bem criterioso para garantir a segurança de todos. O manuseio de todos os produtos é feito com luvas (que são trocadas constantemente). Para a limpeza das peças estamos trabalhando com VistoBio – produto que elimina de forma 100% natural  vírus, fungos e bactérias do corpo e roupas. Para as embalagens, higienizamos com álcool 70 etílico.Já para os casos restritos de atendimento na Maison, temos horários agendados, onde apenas um funcionário totalmente paramentado cuida do atendimento. Esse cliente só pode provar até 10 peças, que depois, além de higienizadas com Visto Bio, passam 30 minutos ao sol.  

Lucas Assunção

Publicitário formado mas que se identifica como Comunicador. Apaixonado por moda desde os 13 aninhos e querendo resolver todos os problemas da indústria. Só que não dá pra fazer tudo sozinho né, vem comigo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s